A única condição que separa o sonho da realidade é a força de vontade em realiza-lo!
( Adriano Hungaro )

sábado, 3 de setembro de 2016

...

ENTRE PEDRAS E FLORES! . . . (2)

Numa etapa da sua vida, entre teus sonhos e tuas decisões, entre o imaginário e o real, você se faz semi-deus e acredita que pode transformar pedra em flor. Então daí, lenta e cuidadosamente, você prepara a terra, aduba e acomoda a tua pedra mais preciosa num vaso chines... confortável e lindo. E você protege-a do sol intenso, do vento gélido e diariamente despende doses homeopáticas de amor e carinho. Com o passar dos dias aumenta ainda mais as doses de amor... esperando transformar a pedra em linda flor. Até que depois de um tempo - quando começa a perceber que as primeiras palavras já não são mais as mesmas, que cumplicidade já está nau e que a frieza começou a tomar conta... conclui por raciocínio lógico (entre a premissa maior e menor) que, infelizmente, houve silogismo. Ora, a pedra regada com carinho e amor continua inerte, continua fria e sem qualquer condição que mude seu estado. Então percebe que - apesar de todo o cuidado e zelo - pedra é pedra e flor é flor! Dai também percebe, numa lucidez ainda maior, que flores não viram pedras e que pedras jamais serão flores. E neste ponto, com muito mais causa do que efeito, você percebe que existem pessoas simplesmente iguais às pedras; pessoas que jamais conseguirão se transformar em flores; pessoas que ao invés de destilarem amor e boas palavras... destilam venenos e pragas. Então, por mais que você dê palavras, carinho, compreensão, cumplicidade e amor... por mais que dê o teu perdão universal... pessoas de pedra mantém um coração de pedra e jamais se transformarão. No final, entre todas as tuas decepções, depois de tanto empenho, compaixão e amor... você conclui que flores são flores e pessoas de pedra serão eternamente pessoas de pedra... Serão eternamente frias, vazias e calculistas!


                                                      ( Adriano Hungaro )

Nenhum comentário:

Postar um comentário