A única condição que separa o sonho da realidade é a força de vontade em realiza-lo!
( Adriano Hungaro )

sábado, 27 de outubro de 2012
















Não imagine o tolo que eu não sei quantas estrelas existem no meu céu; nem tente ele dominar meus arco íris... pois as milhares de cores que deles sobrevivo matariam o gris da funesta vida que leva. Não imagine o sábio que não sei contar minhas histórias, nem tampouco que preciso de poder para sorrir pelo mundo. A vida me fez mágico... me deu dons e me fez entender que nem tudo é essa mesmice de soberba, é essa vaidade medíocre que muitos carregam a tiracolo, muitas vezes impregnada - como tatuagem - na alma. Não conheci poderosos eternos... e no vale das sombras eu vi os fortes morrerem de medo; e vi também os fracos - por determinação - superarem-lo. Entendi que tudo é questão de equilíbrio e não de força. Entendi que muitas vezes erramos porque precisamos errar, porque sem erros não existiram acertos. Entendi que duvidamos porque já nos engaram e, com muito mais precisão, porque necessitamos viver de empirismo para acreditar nos poucos santos. Andei... precisei rastejar... mas aprendi a voar... e voei simplesmente porque me atirei de abismos. Nessa vida de paixões... vivi todas que podia; mas nunca me apaixonei. E se um dia alguém me amar... que definitivamente ame pelas minhas verdades e não pelas minhas muitas máscaras; e se alguém me amou... que tenha realmente amado pelo que eu fui e não pelo que lhe contaram.
 
 
 
⊱✿✿

Nenhum comentário:

Postar um comentário