A única condição que separa o sonho da realidade é a força de vontade em realiza-lo!
( Adriano Hungaro )

quarta-feira, 11 de julho de 2012


















Nos anos que se passaram
Passou também a saudade
Aquele amor que morreu
Fora jaz na eternidade

No tempo do sentimento
De querer a todo o tempo
O moço que se encantou

Pelo amor que o enganou


Hoje chora em tristeza
Por acreditar num nada

Hoje velho entristecido
Pela vida amargurada


Moço velho e esquecido
Pelos bons tempos de estrada
Vive nau à deriva
Pelo amor que não mata!


10/07/2012



⊱✿✿

Nenhum comentário:

Postar um comentário