A única condição que separa o sonho da realidade é a força de vontade em realiza-lo!
( Adriano Hungaro )

segunda-feira, 4 de abril de 2011



B em que a vida poderia não ser assim tão gris
O s sonhos poderiam durar bem mais que a noite toda
R abiscando os céus com suas infinitas cores
B rilhando em cores como brilham as borboletas
O vôo de liberdade está além dessa vida
L onge - às vezes - dos olhos está o paraíso
E é para lá que vão as borboletas
T ambém é para lá que vão todos os sonhos
A lém dos olhos... além de nós e da nossa imaginação
S uavemente voando de forma lenta, por toda a eternidade!



Nenhum comentário:

Postar um comentário