A única condição que separa o sonho da realidade é a força de vontade em realiza-lo!
( Adriano Hungaro )

segunda-feira, 25 de outubro de 2010



INFINITO CÉU DE ESTRELAS

Quando sinto essa brisa me tocando
Penso logo na tua boca me beijando
Nos teus beijos de carinho provocando
Meu tesão nesse vento vai soprando

Nessa brisa quero beijos de verdade
Quero todo despudor que nos invade
Pelo corpo, pela alma que se inflama
Quero a brisa que me sopra virar chama

E as chamas viram grandes labaredas
E com elas nossa brisa segue acesa
Esse amor queima forte igual fogueira

Vira sonho que consome a noite inteira
Mil prazeres que a gente saboreia
Que incendeiam o infinito céu de estrelas.


Nenhum comentário:

Postar um comentário