A única condição que separa o sonho da realidade é a força de vontade em realiza-lo!
( Adriano Hungaro )

domingo, 25 de novembro de 2012























POEMA DE AMOR E PRAZERES


Nos pedaços percorridos do teu corpo
Eu derreto chocolates com morangos
Os caminhos me conduzem a um porto
De prazeres, de pecados, de encantos

E os corpos, no pecado, se incendeiam
Numa hidro, numa cama... tudo inflama
Com o gosto de prazer se saboreiam
Num amor, mil tesões e muita trama

Tudo isso - em muitas vezes repetidas
Mil prazeres de chegada e de partida
Duas almas que, por fim, jaz corrompidas

Entre vendas, entre algemas, castiçais
A volúpia entremente enlouquecida
Num tesão que emudece os vendavais




⊱✿✿

Nenhum comentário:

Postar um comentário