A única condição que separa o sonho da realidade é a força de vontade em realiza-lo!
( Adriano Hungaro )

sexta-feira, 16 de julho de 2010



AS CHAMAS DO NOSSO PRAZER

Me bota em chamas, num calor despudorado
Desses bem quentes, que põe fogo no pecado
Nesse calor que o tesão é sobremesa
Bem esse mesmo... que atiça labaredas

Pois hoje quero me queimar, oh minha amada
Dar-te meus braços, mil abraços, mil pegadas
Dar-te meu corpo - no calor da madrugada
Queimar você e queimar a tua alma

São duas línguas, duas bocas se beijando
E os teus seios em minhas mãos; vou te tocando
O teu tesão, meu tesão... vai nos queimando
Hoje te quero, tu me quer, nos provocamos

E nos toques e pegadas que nós damos
São mil prazeres que no fim saboreamos
É um calor - que entre nós vivenciamos
Um só amar, num amor nos entregamos

*
*

Nenhum comentário:

Postar um comentário